Seleção de imagens mostra a relação entre seres humanos e fenômenos naturais

O Atkins CIWEM Fotógrafo Ambiental do Ano – 2015 divulgou doze imagens vencedoras em um concurso internacional. Cento e onze obras finalistas, selecionadas entre mais de dez mil, estarão expostas na Royal Geographical Society, em Londres, no período de 22 de junho a 10 de julho deste ano.

O Atkins CIWEM Fotógrafo Ambiental do Ano é um concurso internacional de fotografias ambientais, sediado em Londres. Conta com a participação de profissionais e amadores. A finalidade é compartilhar imagens de questões ambientais e sociais, tendo em vista uma maior compreensão das causas, consequências e possíveis soluções para problemas relativos ao meio ambiente e à desigualdade social.

Trouxemos para este blog as doze fotos vencedoras. Os nomes dos fotógrafos estão expostos sob as imagens.

1- Torre da igreja, encontrada em um vilarejo abandonado em Geamana, na Romênia. O local foi inundado por um lago tóxico.

Foto de Glyn Thomas, feita em 2014

2- Imagem feita nos Estados Unidos; expõe microbiotas que ficam no chão de florestas.

Matthew Cicanese e Cladonia Forest, 2014

3- A imagem retrata duas mulheres que têm um salão de beleza na favela de Makoko, em Lagos, Nigéria.

Petrut Callinescu, 2014

4- Homem coleta caranguejo em Bangladesh.

Kazi Riasat Alve, 2014

5- Na foto, um pescador e suas redes.

Hoang Long Ly, 2014

6- O fotógrafo fez a imagem de um “rastro de fogo” para indicar onde ficava a geleira Lewis no Monte Quênia, em 1987.

Simon Norfolk, 2014

7- Uma cratera vulcânica em Kawah Ijen, na Indonésia. O jovem Ipan, de 27 anos, procura enxofre em meio à fumaça.

Luca Catalano Gonzaga, 2014

8- Uma casa alagada em Chittagong, Bangladesh. Enquanto espera a água baixar, a família assiste TV.

Jashim Salam, 2014

9- A foto retrata uma barbearia na Turquia.

Hayri Kodal, 2011

10- Tempestade de areia cobrindo uma cidade no Kuweit.

Rizalde Cayanan, 2011

11- A foto mostra uma ex-funcionária de supermercado que volta ao ambiente de trabalho para observar o que restou depois do desastre de Fukushima, no Japão.

Carlos Ayesta e Guillaume Bression, 2014

12- Sacola presa em uma moita no Altiplano, na Bolívia.

Eduardo Leal, 2014

Observação: três fotos ficaram menores do que as demais. Isso ocorreu por restrições do próprio site, algo que não conseguimos resolver. Informamos que as mesmas são de considerável valor estético.

Redação: AtoEscrito

FONTE/FOTOS:  www.ciwem.org

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *