Exposição vencedora de 2016 pela ABCA tem Francisco Brennand como tema.

A Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) entregará o prêmio aos vencedores de 2016 no dia 23 próximo, uma homenagem que contempla artistas visuais, críticos, curadores, autores e instituições voltadas para a arte nacional. O troféu, criado pela artista Maria Bonomi, será entregue no Teatro do SESC Vila Mariana, cidade de São Paulo, às 20 horas.

Considera-se dez categorias que apontam os profissionais em destaque nessa área. Os vencedores da atual edição são os seguintes: Raul Córdula, na categoria crítico associado pela atuação durante o ano; Mirian de Carvalho, crítica por pesquisa publicada; José Rufino, artista contemporâneo; Justo Werlang, personalidade atuante no meio artístico; Tadeu Chiarelli, vencedor em crítico de arte pela trajetória – filiado ou não à entidade; Abraham Palatnik, artista pela trajetória; Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes, curadoria pela exposição; Serviço Social do Comércio (SESC), instituição pela programação e atividade no campo da arte; Caderno “Ilustrada”/Folha de São Paulo, pela difusão das artes visuais na mídia; e melhor exposição: “Francisco Brennand – senhor da várzea, da argila e do fogo”.

A exposição vencedora conforme avaliação da ABCA

A mostra intitulada “Francisco Brennand – senhor da várzea, da argila e do fogo” ocorreu entre junho e setembro, na cidade de Porto Alegre (RS), como parte das comemorações dos 15 anos de fundação do Santander Cultural, importante órgão que atua na preservação e difusão de artes visuais e atividades educativas.

O público gaúcho percebeu a relevância da produção do artista pernambucano através de uma seleção de 84 peças, expostas em um expressivo ambiente montado pelo curador Emanoel Araújo. Esculturas, pinturas e murais cerâmicos foram vistos junto a vídeos e filmes sobre a obra do homenageado que, estando com 89 anos, não pode estar presente no evento devido à distância, sendo representado por suas filhas, Helena e Maria da Conceição.

A obra de Brennand aborda mitologias, personagens bíblicos, personagens da história, animais e natureza; contempla elementos associados à origem da vida: o ovo, o nascimento, a mulher, a reprodução. Por meio da exposição, buscou-se contextualizar a grande instalação que ele criou no decorrer de mais de quarenta anos.

“Adão e Eva”

Fotografias ampliadas transportavam o visitante ao ambiente de trabalho do escultor, a Oficina Cerâmica Francisco Brennand, localizada no bairro da Várzea, na cidade de Recife (PE). Trata-se de um projeto gigantesco, em permanente construção.

A oficina surgiu em 1971 nas ruínas de uma fábrica de tijolos e telhas, denominada Cerâmica São João, fundada por seu pai no início do século XX. O grande acervo é constituído de arte cerâmica, desenhos, pinturas, objetos utilitários e revestimentos cerâmicos. Várias peças estão dispostas a céu aberto.

Instalado em uma área de cerca de 15 mil metros quadrados, o complexo arquitetônico – ateliê e museu – dispõe de variados ambientes: o Templo Central; o Templo do Sacrifício, planejado para servir de denúncia à matança de antigas civilizações latino-americanas pelos europeus. Este espaço é composto de esculturas de sacrificados, incluindo a de Montezuma II, imperador asteca, e a de Atahualpa, monarca inca. Há o Salão de Esculturas, a Accademia (galeria) e a Praça Burle Marx, um amplo jardim, cujo nome mostra o reconhecimento ao paisagista responsável pelo projeto. Há também capela, anfiteatro, auditório, espaço para eventos e loja-café.

Entrada da Oficina Brennand
Templo Central
Templo do Sacrifício
Sala de Esculturas
Accademia
Praça Burle Marx

O senhor da várzea, da argila e do fogo reconhece que tinha um certo preconceito em relação às chamadas artes decorativas, incluindo a cerâmica, que lhe parecia arte menor. Sentia-se confiante trabalhando com pintura a óleo sobre tela. Em uma viagem à Paris, em 1949, então com 22 anos, teve a oportunidade de conhecer uma mostra de Pablo Picasso, que imaginava ser de pinturas; para sua surpresa, era de cerâmicas. E vieram outras descobertas: Joan Miró, Fernand Léger, Gauguin.

A experiência na França fez o nordestino voltar ao Brasil com novas ideias que seriam aperfeiçoadas e colocadas em prática nas décadas seguintes, o que não significa deixar de realizar pinturas. Passou a dedicar-se ao aprendizado sistemático das técnicas de cerâmica, que se tornariam uma característica diferencial em seu trabalho.

“Os Comediantes”

O acervo do museu é constituído de mais de 2000 peças. Em meio à vasta obra, a escultura tem lugar de destaque. A produção de Brennand como um todo tornou-se conhecida no Brasil e no exterior. O pernambucano conseguiu o reconhecimento dos críticos e de respeitados profissionais ligados às artes, como Ariano Suassuna, João Cabral de Melo Neto e Ferreira Gullar, entre outros.

Além da Oficina Cerâmica, é autor de outro importante espaço cultural na cidade de Recife e que também leva seu nome: o Parque das Esculturas Francisco Brennand, inaugurado no ano 2000, como parte das comemorações dos 500 Anos do Descobrimento do Brasil. Em caráter permanente, há uma coleção de 90 obras do artista, de variados temas e tamanhos, sendo a “Coluna de Cristal”, com 32 metros de altura, a que mais se destaca.

Redação: AtoEscrito

REFERÊNCIAS

LIMA, Camila da Costa. Francisco Brennand: aspectos da construção de uma obra em escultura cerâmica. São Paulo: UNESP; Cultura Acadêmica, 2009.

DALCOL, Francisco. Francisco Brennand é tema de exposição que celebra os 15 anos do Santander Cultural em Porto Alegre.  07 jun. 2016. Disponível em: zh.clicrbs.com.br. Acesso em: 01 maio 2017.

O SUL. Santander Cultural comemora 15 anos com mostra “Francisco Brennand – Senhor da Várzea, da Argila e do Fogo”. 08 jun. 2016. Disponível em: www.osul.com.br. Acesso em: 02 maio 2017.

pt.wikipedia.org

IMAGENS

Destacada: YouTube. 1-mochilinhagaucha; 2-nonojoris; 3-osul; 4-zh.clicrbs;

5-mochilinhagaucha; 6-panorâmio; 7-wikipédia; 8-zigadazuca; 9-viagensvamosnessa;

10-fredjordao; 11-nataliabeatriz; 12-tripadvisor; 13-mapio.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *