Imagens da Terra Santa para reflexões no Natal

Terra Santa é um termo que, no judaísmo, é atribuído à Terra de Israel. Muitos se referem a esta área como Palestina. Muçulmanos e cristãos utilizam a expressão voltando-se para o espaço geográfico entre o rio Jordão e o mar Mediterrâneo (inclui a moderna Palestina e Israel).

Os cristãos consideram Terra Santa os locais onde Jesus Cristo nasceu e viveu. São, portanto, lugares de grande importância religiosa, histórica e cultural. A região mantém vestígios de diversos povos que a conquistaram ao longo dos séculos.

Arqueólogos e historiadores proporcionaram muitas informações com suas pesquisas. As imagens que apresentamos a seguir resultam desses estudos, bem como de leituras dos textos que constituem o Novo Testamento.

1- Monte Sinai: situa-se no sul da península do Sinai, Egito. Esta região é considerada sagrada pelo cristianismo, judaísmo e islamismo. Segundo a Bíblia, foi nesse local que Moisés recebeu os Dez Mandamentos. É também conhecido como Monte Horeb ou Jebel Musa que, em árabe, significa “Monte de Moisés”.

2- O Cântico de Zacarias, gravado em azulejo: o texto exalta a futura missão do menino João Batista (Lc. 1: 67-80).

3- Mural adornado com o cântico Magnificat, também conhecido como Canção de Maria. O texto vem do Evangelho segundo Lucas (1: 46-55), ao narrar o momento da visitação de Maria à sua prima Isabel que estava grávida de João Batista. Conforme a narrativa, quando Maria saudou a prima, a criança se mexeu no útero de Isabel que louvou Maria por sua fé. Esta entoou o Magnificat como resposta. O cântico revela sua felicidade por ser escolhida para ser a mãe do menino Jesus. Fala sobre a misericórdia divina e a importância da humildade na vida do homem.

4- Basílica da Natividade (Belém, Palestina): construída no local onde Jesus nasceu. É um lugar sagrado para o cristianismo e para o islamismo.

5- O tanque, chamado em hebraico Betesda, fica em Jerusalém. Aqui, Jesus curou um enfermo (João, 5: 2-9).

6- Mosteiro de Santa Catarina: com arquitetura típica da arte bizantina, foi construído entre os anos 527 e 565, no sopé do Monte Sinai, para registrar a transfiguração de Jesus. O nome é uma homenagem à mártir cristã, Catarina de Alexandria.

O mosteiro dispõe de uma coleção de arte que inclui iluminuras, mosaicos árabes, mármores, ornamentos sacerdotais e pinturas ocidentais a óleo e em cera.

7- Jardim de Getsêmani: situa-se no sopé do Monte das Oliveiras, em Jerusalém (atual Israel). No Evangelho segundo Mateus (26: 36-46), consta que Jesus esteve com seus discípulos e orou nesse jardim momentos antes de ser preso.

8- “Que é a verdade”: esta foi uma das perguntas dirigidas a Jesus durante o julgamento feito por Pilatos. Estudos arqueológicos sustentam a possibilidade deste ambiente ter sido o pretório de Pilatos para onde o nazareno foi conduzido.

9- Muro das Lamentações, em Jerusalém: eis um dos lugares mais sagrados do judaísmo. Muitos fiéis fazem visitas para orar e depositar seus pedidos por escrito, em buracos existentes na parede.

10- Sinagoga em Cafarnaum, cidade bíblica que ficava na margem norte do Mar da Galileia, próxima de Betsaida e Corozaim. Atribui-se a Jesus a realização de milagres nessa cidade, bem como seus ensinamentos.

11- Basílica do Santo Sepulcro: de estilo arquitetônico românico e barroco, localiza-se na parte antiga da cidade de Jerusalém. Tem expressivo significado na história do cristianismo, pois a tradição afirma que aqui Jesus foi crucificado e sepultado. Daí a construção dessa igreja, bem como o nome que lhe atribuíram.


Redação: AtoEscrito

Imagens: reprodução.

 

 


 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *