Pessoas negras de cabelos loiros: características de parte da população das Ilhas Salomão, na Oceania.

As Ilhas Salomão são uma nação que se situa a leste da Papua-Nova Guiné e que reúne outras ilhas: Bellona, Choiseul, Florida, Guadalcanal, Malaita, Maramasike, Nova Geórgia, Russell, Rennell, Santa Ana, Santa Isabel,  Shortland, Sikaiana, San Cristobal, Santa Cruz, Ulawa e Uki.

A população salomônica pertence à etnia melanésia, em sua maioria, e à polinésia e micronésia. Há também pessoas de etnia chinesa. O inglês é a língua oficial; a língua franca é o pijin.

Nas Ilhas Salomão, cerca de 10% da população são pessoas negras, de cabelos loiros naturais. Pesquisadores das universidades de Stanford, de Bristol, da UC San Francisco e do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária acreditavam na possibilidade de o fenômeno ocorrer por algum fator externo, como exposição ao sol ou uma dieta rica em peixe, algo comum na região. No entanto, os estudos revelaram que se trata de uma característica nativa devido a uma variante do gene TYRP1, exclusivo aos melanésios.

Para a realização do estudo, o grupo recolheu saliva e pigmentação do cabelo de 1000 moradores, todos voluntários. Os pesquisadores passaram quatro semanas nas Ilhas Salomão e dois anos analisando as amostras. Em sua totalidade, o projeto teve duração de quatro anos.

A seguir, são expostas algumas fotografias dessas pessoas. Você pode obter outras informações através do relato de Sean Myles, da Dalhousie University, Canadá. Seu texto encontra-se no blog www.cultivatingdiversity.org. Ele é um dos responsáveis pela pesquisa.

Myles coletando informações

 

FONTES

extra.globo.com

www.cultivatingdiversity.org

FOTOS: reprodução

 

One thought on “Pessoas negras de cabelos loiros: características de parte da população das Ilhas Salomão, na Oceania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *